Grupos independentistas catalães estão a ser acusados de machismo e de incoerência por terem partilhado uma imagem que retratava a líder do Ciudadanos na Catalunha ao colo de um homem, rodeada de um grupo de homens. “Deixem Arrimadas sozinha quando a virem. Nós não lhe prestamos atenção. Não lhe ligue, não lhe diga nada”, pode ler-se na imagem.

“A República será feminista ou não será”, proclamava um dos slogans de independência durante a campanha. A frase foi lembrada pelo jornal El Español para apontar a incoerência das páginas pro-independentistas que partilharam a imagem publicada pela página “Babel RepubliCat”.

O desenho mostra a política nua, com um braço colocado sobre um homem que olha para ela com indiferença. A deputada é retratada numa pose sensual, sem gerar reação dos homens à sua volta. Ao peito tem um “coração tribandeira”, o símbolo que o seu partido usou para as suas campanhas, que significa a união da comunidade autónoma catalã com Espanha e União Europeia.

Inés Arrimadas é acusada pelos independentistas de “procurar o confronto” ao visitar terras separatistas e de o fazer para ser registada pela imprensa a ser atacada.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

[Veja no vídeo a líder do Ciudadanos na Catalunha a ser ignorada em Tarragona]

https://www.youtube.com/watch?v=dz0Wsea6W-A

Não é a primeira vez que Arrimadas é atacada ou insultada em ataques sexistas. Existe mesmo um manifesto com cinquenta signatárias de vários áreas que apoiam a deputada face às dezenas de ataques que recebe diariamente. O El Español dá conta refere que passando por insultos até a ameaças de “violação em grupo”.

Feministas de diferentes cores políticas já condenaram a imagem. A jornalista Julia Otero partilhou o cartaz no Twitter e escreveu: “Não, pelo feminismo não vamos deixar sozinha Inés Arrimadas ou qualquer outra mulher que é o objeto deste machismo sujo. # tolerância0 #misogyny #basta “.