Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Suzuki refrescou o seu Vitara, um dos seus modelos mais populares, com uma série de pequenos retoques estéticos, entre os quais se destaca o novo conjunto faróis/grelha, com ênfase nesta, que confere ao modelo um aspecto mais robusto. Novas jantes e farolins traseiros em LED reforçam o ar de novidade no modelo japonês, que também passa a beneficiar de mais duas cores para decorar a carroçaria, mantendo-se a possibilidade desta ser bicolor.

Por dentro alguns materiais foram alterados, para melhor como não podia deixar de ser, com o painel de instrumentos a exibir um novo grafismo. E, ao centro, passa a existir um pequeno ecrã a cores, onde surgem informações que interessam ao condutor.

Ao nível das motorizações, o renovado Vitara mantém o motor 1.4 Turbo a gasolina de 140 cv, mas passa igualmente a contar com uma versão 1.0 sobrealimentada e 111 cv, que substitui o até aqui disponível 1.6 atmosférico de 120 cv. As vantagens prometem ser evidentes em termos fiscais e de consumos, com os clientes a agradecerem ambas.

Com duas ou quatro rodas motrizes, o modelo evolui igualmente em termos tecnológicos, com o fabricante japonês a apresentar este como o Vitara mais sofisticado de sempre, disponibilizando sistemas de segurança como o avisador de abandono involuntário da faixa de rodagem, lane assist com correcção de volante, reconhecimento de sinais de trânsito e avisador de veículos que se aproximam no ângulo morto.

As vendas do actualizado SUV da Suzuki arrancam a seguir ao Verão, no início de Setembro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR