Mais cerca de 50 bilhetes para os dois concertos da banda irlandesa U2 em Portugal foram colocados à venda este sábado, disse fonte da promotora Ritmos & Blues. A fadista portuguesa Ana Moura foi convidada a participar nas duas datas, ainda que essa participação não seja em carne e osso, mas em vídeo.

Os 56 bilhetes libertados (22 para dia 16 e 34 para dia 17) para os concertos da U2 Experience + Innocence Tour — que a agência Lusa já confirmou estarem disponíveis — custam 200 euros. Os U2 vão atuar no Altice Arena, em Lisboa, no domingo e na segunda-feira, numa produção da Live Nation Global Touring, em parceria com a portuguesa Ritmos&Blues.

A participação de Ana Moura aparece integrada na campanha global “Poverty is Sexist” (“A Probreza é Sexista”). “Em nenhum lugar do mundo as mulheres têm tantas oportunidades como os homens. Em nenhum. Mas a desigualdade de género é maior para as mulheres que vivem na pobreza extrema”, lê-se no site da organização One, fundada pelo vocalista da banda, Bono.

Durante os concertos da digressão é transmitido um vídeo onde um coro canta “Women of the World”, tema de Ivor Cutler popularizado por Jim O’Rourke. Será nesse momento que a voz da fadista portuguesa se fará ouvir na Altice Arena.

A nova digressão dos U2, que começou nos Estados Unidos, em maio, chega a Portugal depois de quatro datas em Paris e de um concerto atribulado em Berlim, interrompido por problemas vocais de Bono. Esta será a sexta vez que os U2 — compostos por Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr. — atuam em solo português, onde até já foram condecorados pelo Presidente da República.

O regresso marca a estreia da banda em recinto fechado em Portugal e acontece oito anos depois de os U2 terem feito dois concertos lotados no Estádio Cidade de Coimbra, em outubro de 2010. Em 1982, tocaram no festival de Vilar de Mouros e em 1993, 1997 e 2005 atuaram no Estádio José de Alvalade, em Lisboa. Se se mantiver o alinhamento de atuações recentes, os U2 deverão tocar mais de 20 músicas, em dois palcos, um com mais destaque visual e outro mais intimista.

Embora os dois registos mais recentes, Songs of Innocence (2014) e Songs of Experience (2017), sejam a razão de ser da digressão, deverá haver muito espaço para pegar no retrovisor e olhar para a carreira, que começou em 1976, em Dublin, e que se celebrizou com músicas como “Sunday Bloody Sunday”, “I Will Follow” e “Beautiful Day”, entre muitos outros sucessos.

A digressão dos U2 passará ainda por outros seis países europeus: Espanha, Itália, Dinamarca, Holanda, Reino Unido e Irlanda, onde terminará, a 10 de novembro.

Atualizado às 18h50 com correção relativa à participação de Ana Moura, que será em vídeo e não presencial