Marcas

Reclamações contra ginásios aumentaram 81%

O Portal da Queixa, a maior rede social de consumidores de Portugal, registou um aumento de 81% do número de reclamações dirigidas a ginásios, comparativamente ao período homólogo.

O Portal da Queixa, a maior rede social de consumidores de Portugal, registou um aumento de 81% do número de reclamações dirigidas a ginásios, comparativamente ao período homólogo.

De acordo com a análise de dados entre janeiro e agosto de 2018, em comparação com 2017, chegaram ao Portal da Queixa cerca de 150 reclamações dirigidas a diversas marcas de ginásios. As reclamações têm aumentado ano após ano, segundo os dados obtidos.

O mau atendimento/serviço e débitos/cobranças indevidas são os principais motivos das queixa. Relativamente ao primeiro, chegaram ao Portal da Queixa mais de 50 reclamações, com um aumento de 96%; já o segundo foi alvo de 41 queixas em 2018, registando um aumento de 71%.

Foram também são motivo de reclamação a rescisão/cancelamento e a publicidade enganosa agregada a más práticas comerciais, cujos valores aumentaram, de 2017 para 2018, em 45% e 144%, respetivamente.

Em termos globais, cerca de 63% dos casos referem-se, não só, a problemas com débitos e rescisões, mas também, a utilizadores que se sentem enganados ou injustiçados por más práticas comerciais.

O Fitness Hut, Solinca Health Clubs e Holmes Place são as marcas que apresentam o maior número de reclamações, com um aumento entre os dois anos de 106%, 79% e 42%, respetivamente.

Em comparação com o período homólogo, as marcas Fitness Hut e Solinca Health Clubs são as que apresentam um maior número de reclamações. Cerca de 48% das queixas foram respondidas, contudo, são poucas as que têm resolução, como é possível confirmar na página sobre as marcas no Portal da Queixa: Fitness Hut e Solinca.

O Portal da Queixa surgiu como um projeto pioneiro em Portugal, em 2009, e, em 9 anos de existência, já recebeu mais de 215.000 reclamações, apresentadas por 270 mil utilizadores registados online.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
IAVE

Errare humanum est… exceto para o IAVE!

Luís Filipe Santos

É grave tal atitude e incompreensível este silêncio do IAVE. Efetivamente, o que sempre se escreveu nos anos anteriores neste contexto foi o que consta na Informação-Prova de História A para 2018.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)