Real Madrid

Ainda não é oficial, mas já há memes para o adeus a Lopetegui

O treinador espanhol deixa o comando dos merengues? Florentino Perez segura-o? Enquanto não há novidades do presidente, as redes sociais vão sendo ocupadas por piadas sobre os 1-5 frente ao Barcelona.

Javier Lizon/EPA

Em Madrid, os adeptos do Real ainda estão a tentar lidar com os cinco golos sofridos frente ao Barcelona, este sábado à noite. Da direção merengue, nem uma palavra sobre o desaire e sobre as suas consequências, mas os jornais espanhóis já dão como certa a saída do treinador Julen Lopetegui e a sua substituição pelo italiano Antonio Conte. Nas redes sociais, a mera suspeita de que haverá mexidas no comando da equipa de Modric, Benzema, Marcelo e companhia já tomou conta da casa. Há memes e mais memes e o espanhol é o alvo óbvio.

Um utilizador faz uma publicação sobre aquilo que terá sido a conversa entre o (ainda) treinador do Real Madrid e o presidente do clube. Lopetegui diria a Florentino Perez que há “um longo caminho a percorrer nesta época” e o que, apesar dos pesados 5-1 em casa do Barça, continuava “a liderar a equipa” e expectante para ver como estava a situação no final do campeonato. Resposta do presidente? Um sonoro “ESTÁS DESPEDIDO!”

Outro exemplo. Uma fotografia com o treinador espanhol ao centro, mão esquerda levantada e os cinco dedos bem visíveis na imagem. Depois, apenas duas palavras para a legenda, as suficientes: “Lopetegui sabia.”

O número da maldição surge noutros memes que começaram a circular no Twitter este sábado, logo após o Real Madrid sofrer a derrota no clássico. “O Barça deu cinco razões ao Madrid para ‘sacar’ o Lopetegui”, refere uma das publicações.

No final da partida, em declarações aos jornalistas na análise ao jogo, o treinador garantia que estava em condições de continuar a trabalhar no Santiago Bernabéu. Os utilizadores das redes sociais imaginavam outra expressão no rosto do espanhol, diferente da ideia de ânimo que saía da boca do espanhol.

Há outros detalhes nas imagens postas a circular. A memória ainda está fresca e, em Madrid, ninguém esquece a saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus, no final da última temporada. Numa imagem em que a camisola do Real é pintada com as riscas da Juve, um utilizador do Twitter pede para que o presidente dos merengues não despeçam o treinador e para que Benzema continue a ser colocado em campo. “Só vais perder alguns fãs para a Juve”, ressalva, com ironia, uma das publicações.

Os exemplos multiplicaram-se nas últimas horas.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)