A Semapa anunciou que Heinz-Peter Elstrodt vai assumir presidência não executiva da Semapa, substituindo Pedro Queiroz Pereira que faleceu subitamente em agosto. A reorganização no topo do maior grupo industrial português reforça também a posição de João Castello Branco. O atual presidente executivo da Semana passa a ser igualmente chairman das duas principais operações industriais da holding, a Secil (cimentos) e a Navigator (pasta e papel).

Heins-Peter Elstrodt já era consultor da Semapa antes desta decisão, sendo que no seu currículo consta experiência na preparação de processos de transição da gestão em empresas controladas por famílias para uma gestão profissional, segundo é referido em comunicado enviado pelo grupo. Elstrodt, que é professor na London Business School, foi administrador não executivo em várias empresas internacionais. E antes fez carreira na consultora Mckinsey por onde passou também João Castello Branco, embora em geografias diferentes.

Presidente executivo da Semapa

A nomeação dois gestores, que será feita por cooptação, tem efeito imediato. Segundo o comunicado da Semapa, esta escolha  traduz uma aposta na continuidade na estratégia de gestão do grupo em relação à linha seguida por Pedro Queiroz Pereira e que aposta na separação clara entre o espaço dos acionistas e o espaço dos gestores profissionais.

A família Queiroz Pereira tem o controlo acionista da Semapa, empresa que tem o capital aberto em bolsa. Tal como a Navigator, a antiga Portucel, que tem como presidente executivo Diogo Silveira.

O que significa também que as três filhas Pedro Queiroz Pereira, que foram nomeadas administradoras não executivas este ano, não vão para já ocupar cargos executivos no grupo. O mandato destes órgãos sociais termina em 2021.