Transportes

Uber investe 2 milhões de euros em parcerias para formar motoristas

A Uber juntou-se à ACP, à Segurança Máxima e à Prevenção Rodoviária Português, num investimento de 2 milhões de euros, para criar programas de formação de motoristas, agora obrigatórios por lei.

A Uber opera em Portugal desde 2014

Getty Images

A Uber anunciou esta quinta-feira um investimento de 2 milhões de euros, numa parceria com a ACP, a Segurança Máxima e a Prevenção Rodoviária Português, para cursos formação obrigatória de motoristas.

Estamos muito satisfeitos em estabelecer parcerias com três das melhores entidades de formação rodoviária no país. O principal impacto destas parcerias será na comunidade de mais de 6500 motoristas em Portugal que vai poder optar por ter acesso de forma conveniente a um programa de formação em condições vantajosas”, refere a Uber.

O objetivo desta parceria é permitir que os motoristas, que atualmente trabalham com a Uber, possam aceder mais facilmente à formação necessária para continuarem a trabalhar com a plataforma. A empresa vai trabalhar com estas entidades para desenvolver um “programa de excelência” nestes centros de formação para novos motoristas.

Com a entrada em vigor, a 1 de novembro, da nova lei para transporte em veículos descaracterizados (a TVDE) — a Cabify, a Chauffer Privé, a Uber e a Taxify — passou a ser necessário que os motoristas que utilizam este tipo de plataformas tenham de completar uma nova formação. Se, até dia 28 de fevereiro de 2019, não completarem este novo requisito e submeterem ao IMT a prova de que fizerem este novo curso, deixam de poder trabalhar como motoristas privados nestes serviços tecnológicos.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mmachado@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)