António Patrício Gouveia vai ser homenageado esta quarta-feira, naquele que seria o 70.º aniversário de nascimento do antigo chefe de gabinete do primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro. A cerimónia vai ter lugar no auditório Caixa Geral de Depósitos (Edifício do Quelhas) do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), pelas 15 horas.

Na homenagem ao também membro fundador do PPD/PSD vão marcar presença o banqueiro Fernando Ulrich, o político João Bosco Mota Amaral, o economista João Salgueiro, Madalena Reis, filha de António Patrício Gouveia, e o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, que vai discursar pelas 16h30.

É com muito gosto que o ISEG se junta à família de António Patrício Gouveia para lhe prestar homenagem. Um cidadão que dedicou a sua vida ao país, que lutou pelas causas da liberdade e da consolidação do regime democrático e que é uma referência da nossa história política contemporânea. É com orgulho que vejo o ISEG formar muitos dos mais prestigiados economistas, gestores e políticos das últimas décadas” disse Clara Raposo, presidente do ISEG, citada em comunicado.

Licenciado em Economia e Finanças pelo ISEG, António Patrício Gouveia fez parte da comissão para a Cooperação Económica Externa, entre 1971 e 1974, uma comissão que integrava o Ministério dos Negócios Estrangeiros e que negociou um acordo comercial com a Comunidade Económica Europeia (CEE), onde Portugal conseguiu obter um estatuto positivo para as suas exportações.

Em 1973 e 1974, António Gouveia participou em duas Assembleias Gerais das Nações Unidas, em Nova Iorque, e foi também um dos fundadores do semanário Expresso, em 1973, onde foi um colaborador frequente. António Patrício Gouveia morreu a 4 de dezembro de 1980 quando o avião onde seguia com Francisco Sá Carneiro e o ministro da Defesa Nacional, Adelino Amaro da Costa, se despenhou em Camarate, pouco tempo depois da descolagem do Aeroporto de Lisboa.