O PS promove na terça-feira um debate sobre a futura Lei de Bases da Saúde, que juntará a atual ministra, Marta Temido, e Maria de Belém, coordenadora do grupo de trabalho nomeado pelo Governo para esta reforma.

Este debate está integrado na iniciativa da direção dos socialistas intitulada “PS de portas abertas” e realiza-se a partir das 18h00 na sede nacional deste partido, em Lisboa, contando também com a presença do ex-ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes.

A mesa redonda será moderada pela deputada e porta-voz do PS, Maria Antónia Almeida Santos, tendo, igualmente, intervenções do médico e sindicalista (da FNAM) Mário Jorge e da antiga bastonária da Ordem dos Enfermeiros Maria Augusto de Sousa.

Em declarações à agência Lusa, Maria Antónia Almeida Santos afirmou que o PS pretende promover “um debater aberto sobre a futura Lei de Bases da Saúde” e sobre as respostas necessárias para melhorar o setor.

“Queremos que se faça um debate completamente livre e sem quaisquer constrangimentos em termos de análise e de discussão. Vamos fazê-lo agora antes de acabar este ano e de se iniciar o processo de debate sobre a futura Lei de Bases da Saúde na Assembleia da República”, disse, numa alusão à oportunidade da iniciativa.

Ainda de acordo com a porta-voz do PS, do ponto de vista político, os socialistas entendem que a futura Lei de Bases da Saúde “deverá ser o mais consensual possível, para que as pessoas se revejam nela e para que perdure no tempo”.

O que muda na nova Lei de Bases da Saúde