Cinema

Filme de Joaquim Pavão premiado em Nova Iorque

625

O filme "Antes que a noite venha - Falas de Antígona" foi galardoado com quatros distinções no "Red Carpet Film Awards", em Nova Iorque. Venceu na categoria de melhor atriz e melhor cinematografia.

O filme "Antes que a noite venha -- Falas de Antígona" foi ainda distinguido como melhor desenho de som e melhor música

OLE SPATA/EPA

O filme “Antes que a noite venha – Falas de Antígona”, que Joaquim Pavão realizou durante o “Creative Film Workshops”, do Festival Internacional de Cinema AVANCA, conquistou quatro galardões nos “Red Carpet Film Awards”, em Nova Iorque. Segundo um comunicado do Cine-Clube de Avanca, o filme foi distinguido neste evento norte-americano com os prémios melhor atriz (Isabel Fernandes Pinto) e melhor cinematografia (José Oliveira). Ambos os prémios foram atribuídos na categoria de curta metragem.

Este foi o segundo prémio que Isabel Fernandes Pinto recebeu como protagonista deste filme. No passado mês de setembro, a atriz foi distinguida com o prémio melhor atriz nos “3rd European Cinematography Awards (ECA)”, que decorreram em Warsaw, na Polónia. Nestes prémios, o filme “Antes que a noite venha — Falas de Antígona” foi ainda distinguido como melhor desenho de som e melhor música.

O diretor de fotografia José Oliveira, vencedor com este filme dos prémios “AIP Cinema 2018” para melhor direção de fotografia curta metragem, foi igualmente nomeado para o prémio melhor fotografia, nos prémios americanos do “AltFF Alternative Film Festival 2018”, tendo sido o vencedor na sua categoria, nos prémios ingleses “Falcon International Film Festival”.

Neste evento inglês, o filme de Joaquim Pavão foi ainda vencedor do prémio melhor curta metragem e melhor realizador. Anteriormente o filme tinha sido nomeado para os prémios Sophia na categoria de curta metragem de ficção. Baseado na obra “Antes que a noite venha” de Eduarda Dionísio, este filme foi objeto de adaptação por Isabel Fernandes Pinto e Rui Pena, que protagonizam o filme conjuntamente com o coreografo Claudinei Garcia.

O realizador Joaquim Pavão é também autor da música e montagem do filme, com produção de António Costa Valente, envolvendo a Fugir Do Medo, Filmógrafo e o Cine-Clube de Avanca. Entretanto, Joaquim Pavão está a rodar um novo filme com curadoria de Álvaro Moreira e no contexto do Museu Internacional de Escultura de Santo Tirso.

O 22.º Festival Internacional de Cinema AVANCA 2018 decorreu entre os dias 25 a 29 de julho, em Estarreja, Aveiro, contando com a participação de 54 filmes, incluindo 18 estreias mundiais. Organizado pelo Cine Clube de Avanca e pelo município de Estarreja, o festival contou com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual, do Ministério da Cultura, do Instituto Português do Desporto e da Juventude e Região de Turismo do Centro, entre outras entidades.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
IAVE

Errare humanum est… exceto para o IAVE!

Luís Filipe Santos

É grave tal atitude e incompreensível este silêncio do IAVE. Efetivamente, o que sempre se escreveu nos anos anteriores neste contexto foi o que consta na Informação-Prova de História A para 2018.

PSD

Marcelo, o conspirador /premium

Alexandre Homem Cristo

O pior destes 10 dias no PSD foi a interferência de Marcelo. Que o PSD se queira autodestruir, é problema seu. Que o Presidente não saiba agir dentro dos seus limites institucionais, é problema nosso.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)