Mário Centeno

Centeno escolhido como “o ministro das Finanças do ano” da Europa

2.069

Quem o diz é a publicação The Banker, do Financial Times, apontando sobretudo o trabalho do ministro das Finanças português como presidente do Eurogrupo ao longo do último ano.

Centeno foi eleito presidente do Eurogrupo há um ano, para um mandato de dois anos e meio.

OLIVIER HOSLET/EPA

 

Mário Centeno foi escolhido como o “ministro das Finanças do ano” pela publicação The Banker, que pertence ao Financial Times. A distinção é justificada com a “maratona negocial” liderada por Centeno, como presidente do Eurogrupo, para a reforma da zona euro.  “Pode olhar para os primeiros 12 meses como presidente do Eurogrupo com uma satisfação merecida“, refere a publicação especializada em informação financeira e económica.

Ao The Banker, Centeno refere que tem pela frente foi desafios “ainda maiores” em 2019: o Sistema europeu de seguro de depósitos e o orçamento da zona euro. No texto que acompanha a sua escolha, a publicação explica a eleição de Centeno como presidente do Eurogrupo, há um ano, como um “reconhecimento da recuperação económica surpreendente de Portugal”, onde destaca o desemprego “eu caiu para menos de metade”, em relação ao pico de 2013, mas também as previsões da OCDE para o crescimento da economia nacional e para o défice.

Quanto ao seu papel no Eurogrupo, a publicação acrescenta ainda que o ministro português ganhou fama de “conciliador” entre os seus pares, no Eurogrupo, sobretudo “em comparação com o seu antecessor, o “por vezes mais conflituoso” Jeroen Dijsselbloem. O ministro refere à publicação que os distinguiu que acredita “firmemente nas instituições e em torná-las melhores”

A conta oficial de Twitter do Ministério das Finanças fez referência a esta distinção:

Em termos globais (e também pelo continente asiático), o The Banker distingue o ministro das Finanças indonésio Sri Mulyani Indrawati, porque que no último ano a Indonésia “enfrentou a tragédia [com os sismos de Lombok, em Agosto], mas o país manteve a resistência sob a sua orientação”. Pelo continente americano (norte e sul), a Felipe Larrain, ministro das Finanças do Chile. Já o ministro das Finanças para o Médio Oriente apontado pela publicação foi o responsável pelas Finanças de Israel, Moshe Kahlon, e para o continente africano, o escolhido foi o egípcio Mohamed Maait.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rtavares@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)