Rádio Observador

Violação

Chris Brown já foi ouvido em Paris e libertado sem acusações

O cantor norte-americano tinha sido detido depois de uma rapariga o ter acusado de violação. A polícia parisiense libertou o músico. No Instagram, Brown escreveu: "Esta p*** mente".

Chris Brown tem atualmente 29 anos e tornou-se uma estrela da música pop e R&B nos anos 2000

Getty Images for BET

Chris Brown já saiu em liberdade e sem acusações depois de ter sido detido e ouvido esta terça-feira pela polícia parisiense, na sequência de uma jovem de 24 anos. A detenção aconteceu após uma jovem de 24 anos, ter acusado o cantor e rapper de uma violação. A saída de Chris Brown em liberdade foi noticiada por vários meios de comunicação norte-americanos, entre os quais o The New York Times, que cita o advogado do músico e fontes da polícia francesa. A libertação do cantor de música pop e R&B também já foi confirmada pelo próprio Chris Brown.

Além da estrela, terão sido ouvidas e libertadas pela polícia “outras duas pessoas relacionadas com o caso”. As autoridades francesas não as identificaram nem explicaram a relação que têm com o cantor.

Na rede social Instagram, além de confirmar a libertação, o cantor publicou uma fotografia com a expressão “This B!tch lying”, equivalente em português a “esta p*** está a mentir”. Na legenda, Chris Brown escreveu: “Quero tornar perfeitamente claro… isto é falso e um conjunto de mentiras! Nunca! Perante a minha filha e a minha família, isto é uma enorme falta de respeito e vai contra a minha personalidade e os meus princípios morais”.

A acusação de que Chris Brown foi alvo terá estado relacionada com acontecimentos que a jovem situa entre 15 e 16 de janeiro em Paris. A revista Closer revelou que a rapariga, cuja identidade tem sido protegida até ao momento, terá encontrado o cantor numa discoteca próxima dos Campos Elísios. Durante a madrugada, Chris Brown tê-la-à convidado e a mais algumas mulheres a subir aos seus aposentos no hotel Mandarim Oriental, na cidade francesa, de acordo com a acusação. A jovem garante que num dos quartos do hotel quer o cantor quer um amigo e guarda-costas de Chris Brown a terão violado.

Um passado de agressões, armas e socos a um fotógrafo

Chris Brown tem um historial complicado de problemas com a polícia. Há cerca de meio ano, em julho, o cantor foi detido por ser suspeito de esmurrar um fotógrafo numa discoteca em Tampa, na Flórida, em abril de 2017. Em maio do mesmo ano, uma mulher processou-o por a ter mantido contra sua vontade no interior de sua casa, em Los Angeles, enquanto um amigo a violava. No ano anterior, 2016, Chris Brown tinha sido detido e acusado de ameaças à mão armada depois de uma disputa com outra pessoa no interior da sua casa. Em 2009, confessou-se culpado de agressões à cantora Rihanna, que à época era sua namorada.

Chris Brown tem 29 anos e é uma das maiores estrelas da indústria pop desde meados dos anos 2000. Cantor de R&B, mais até do que rapper, gravou êxitos como “With You” e “Forever” e já venceu vários prémios da indústria musical, um dos quais um Grammy de melhor álbum de R&B, em 2012, com o disco F.A.M.E.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt
Feminismo

Liberdade p/assar /premium

Alberto Gonçalves
628

O descaramento do MDM e associações similares é infinito. Uma coisa, já de si irritante, é a sensibilidade contemporânea a matérias tão insignificantes que não ofenderiam o antigo arcebispo de Braga.

Natalidade

Como captar os votos de um jovem casal?

Ricardo Morgado

O nascimento de uma criança altera, complemente, a vida de um jovem casal. Para que tal aconteça mais vezes, é essencial que o Estado saiba responder às suas necessidades e a algumas urgências.

Toxicodependência

Fernanda Câncio, a droga não é "cool"

Henrique Pinto de Mesquita
305

Venha ao Bairro do Pinheiro Torres no Porto. Apanhamos o 204 e passamos lá uma hora. Verá que as pessoas que consomem em festivais não são bem as mesmas que estão deitadas nas ruas do Pinheiro Torres.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)