Rádio Observador

Ministério Da Justiça

Ministra da Justiça pede “equilíbrio e sensatez” para repor “paz pública” após caso Jamaica

No final da reunião do Conselho de Ministros a ministra respondeu sobre as medidas que o Governo irá tomar na sequência dos episódios de vandalismo registados nos últimos dias.

O Ministério Público e a PSP abriram inquéritos aos incidentes no bairro da Jamaica

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, apelou esta quinta-feira para que haja “algum equilíbrio e alguma sensatez” e que “seja possível repor a tranquilidade pública”, após questionada sobre os recentes episódios de vandalismo em Lisboa e Setúbal.

“Diria que é importante nestas questões que haja algum equilíbrio e alguma sensatez e que seja possível repor a tranquilidade pública e a paz pública que é indispensável à nossa vida e convivência em sociedade e entre todas as comunidades que integram o espaço nacional”, afirmou Francisca Van Dunem.

A ministra respondia aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros, em Lisboa, após questionada sobre que medidas tomará o Governo na sequência dos episódios de vandalismo registados nos últimos dias nos distritos de Lisboa e Setúbal, e sobre o andamento do inquérito aberto à intervenção da PSP no bairro da Jamaica, Setúbal, no fim de semana.

“Sendo questões materialmente de Justiça, do ponto de vista orgânico e institucional são questões do Ministério da Administração Interna”, ressalvou.

Sobre o assunto, a ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Maria Manuel Leitão Marques, lembrou que o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, já tinha referido que a PSP reforçou nos últimos dias o policiamento em alguns bairros de vários concelhos da grande Lisboa para “garantir a paz pública” e a “segurança dos moradores”.

Quanto ao inquérito, “o Governo vai esperar com serenidade as conclusões do inquérito ao sucedido no passado fim de semana”, disse.

A ministra acrescentou que o executivo irá “prosseguir a política de combate ao racismo, aproximação e integração de todas as comunidades que vivem em território nacional, sejam portugueses, sejam pessoas de origem de outros países e sejam eles quais forem”.

As últimas noites têm sido marcadas por diversos atos de vandalismo nos distritos de Lisboa e de Setúbal.

Estes atos começaram depois de uma manifestação, na segunda-feira, em Lisboa, contra a violência policial, após uma intervenção da PSP no bairro da Jamaica, no Seixal (Setúbal), no domingo, que resultou em incidentes entre os moradores e a polícia que provocaram cinco feridos civis e um agente.

O Ministério Público e a PSP abriram inquéritos aos incidentes no bairro da Jamaica.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)