Uma falha de segurança recentemente descoberta no FaceTime, aplicação de chamada de vídeo da Apple, permite que os utilizadores oiçam e até mesmo vejam quem liga de um iPhone antes mesmo de atender ao utilizar a função de videochamada em grupo.

A falha informática, noticiada primeiramente no site 9to5Mac especializado em notícias da Apple, também foi revelada por vários meios de comunicação.

O cofundador do Twitter Jack Dorsey aconselhou numa mensagem publicada na rede social os utilizadores a desativarem o FaceTime até que a Apple resolva o problema. Um vídeo divulgado no Twitter mostra a facilidade com que esse bug (falha informática) permite ouvir o som de um iPhone contactado pelo FaceTime numa chamada de grupo.

Na segunda-feira à noite, tinham sido registadas mais de um milhão de visualizações, que tinham sido partilhadas 10 mil vezes na Califórnia (Estados Unidos). Uma página de suporte da Apple indica que funcionalidade de chamadas em grupo FaceTime está “temporariamente indisponível” desde as 19h16 (hora local) devido a um “problema” não especificado.

Um comunicado da Apple, citado por vários órgãos de comunicação social norte-americanos, refere que o fabricante do iPhone está ciente do problema e “identificou uma correção que será introduzida numa atualização de software no final da semana”.

*Artigo atualizado às 15h44 desta quarta-feira, com correções e explicação de que é a funcionalidade de chamadas de grupo do Facetime que foi suspensa.