CDS-PP

CDS quer miradouro na antiga torre da refinaria do Parque das Nações

A recomendação dos centristas pretende que a autarquia da capital "promova a instalação nos espaços existentes na base de espaços de apoio", como bilheteira, cafetaria e instalações sanitárias.

A recomendação recorda que com a extinção da Parque Expo, S.A. "esta estrutura transitou para o domínio da Câmara Municipal de Lisboa"

MANUEL MOURA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A Assembleia Municipal de Lisboa (AML) discute na terça-feira uma recomendação do CDS-PP para a criação de um miradouro no topo da antiga torre da refinaria do Parque das Nações, com a realização de obras.

A recomendação dos centristas pretende que a autarquia da capital “promova a instalação, nos espaços existentes na base, de espaços de apoio”, como bilheteira, cafetaria e instalações sanitárias.

O documento, assinado pelo líder da bancada do CDS-PP, Diogo Moura, solicita que a câmara municipal (liderada pelo PS) “promova na zona de entrada uma exposição que retrate sumariamente o passado da estrutura” e sugere que o miradouro seja “integrado nos roteiros turísticos, criando uma âncora na zona sul desta freguesia”, ligada ao projeto de um centro interpretativo do Parque das Nações.

Este espaço foi transformado para a Expo’98 com o objetivo de “criar um marco do passado industrial no território do futuro”, refere a recomendação, acrescentando que foi criado “um espaço de miradouro reservado aos convidados mais importantes durante o evento para a observação da magnífica vista sobre toda a zona oriental de Lisboa e sobre o Mar da Palha”, através de um elevador.

No entanto, “nos 20 anos posteriores à exposição mundial, pouco uso foi dado ao espaço, permanecendo encerrado e sem acesso público”, notam os centristas.

“O último evento que acolheu teve lugar no dia 1 de outubro de 2016, quando a ACIPN — Associação Cidade Imaginada Parque das Nações organizou em parceria com a Parque Expo uma visita aos seus associados e à comunicação social”, refere a recomendação.

“Nessa visita, puderam observar que a torre se apresentava segura, apenas com algumas marcas de ferrugem que necessitavam de manutenção, embora o elevador se apresentasse desligado e vandalizado”, acrescenta o documento.

A recomendação recorda também que com a extinção da Parque Expo, S.A. “esta estrutura transitou para o domínio da Câmara Municipal de Lisboa”.

“O património edificado da cidade, em particular aquele que simboliza uma época da zona oriental e uma reconversão urbanística reconhecida como um bom exemplo internacional deve, na medida do possível, ser vivida pelos seus e por a aqueles que nos visitam, como é o caso da estrutura em apreço”, defendem, por fim, os centristas.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
CDS-PP

O governo merece uma censura /premium

João Marques de Almeida
301

Se o Presidente, o PM e os partidos parlamentares fossem responsáveis e se preocupassem com o estado do país, as eleições legislativas seriam no mesmo dia das eleições europeias, no fim de Maio. 

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
248

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
248

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)