Amadora

Uma bebé morreu e outra ficou em estado grave num incêndio na Amadora

297

Uma bebé de um ano morreu e outra ficou em estado grave, tal como outras duas mulheres, na sequência de um incêndio num prédio de três andares que causou ainda mais três feridos.

As causas do incêndios são para já desconhecidas

LUSA

Um incêndio que deflagrou esta segunda-feira de manhã num prédio habitacional na Amadora fez um morto e seis feridos, três dos quais estão em estado grave.

A vítima mortal é uma bebé de um ano de idade. Dos seis feridos, três estão em estado grave e os restantes são feridos ligeiros confirmou ao Observador fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa (CDOS).

Entre os feridos graves está a mãe da criança que morreu. A mulher, que tem entre 25 e 30 anos, terá agarrado na filha quando se apercebeu do incêndio e, com a aflição, ao descer rapidamente as escadas, terá deixado cair a criança, contou o comandante dos Bombeiros da Amadora, Mário Conde, ao Observador. A mulher ficou com queimaduras graves e foi transferida para o Hospital Santa Maria, em Lisboa.

De acordo com relatos de uma moradora, Carla, à SIC Notícias, a mãe saiu “toda queimada do prédio”. “Ela tinha a cara queimada, o cabelo queimado, um dos braços estava todo queimado“. As duas, juntamente com o pai, não viviam no piso onde se deu o fogo, mas em andares superiores, referiu o comandante. O pai da criança, a ver-se sem opções, terá tentado escapar pela janela, referiu a mesma moradora.

A dificuldade em sair do edifício causou esta vítima mortal e os outros feridos graves“, disse Mário Conde. O pai da bebé está a receber apoio psicológico.

Entre os feridos graves, está ainda um bebé de oito meses, por inalação de fumo e algumas queimaduras, e outra mulher com cerca de 28 anos, informou o comandante Mário Conde ao Observador. Os feridos foram transferidos para o Hospital Santa Maria.

Há ainda três feridos ligeiros, um dos quais uma mulher grávida. Dois dos feridos foram transportados para o Hospital Amadora-Sintra e para o Hospital São José, Em Lisboa. O terceiro ferido recebeu apenas assistência no local.

O fogo ocorreu no rés-do-chão de um edifício de três andares na Estrada Salvador Allende, na freguesia da Venteira. Não é claro que os feridos sejam todos do mesmo apartamento. O alerta para o fogo foi dado pelas 7h18 e às 7h55 já estava extinto, confirmou o CDOS de Lisboa.

No local estiveram 32 operacionais acompanhados por treze veículos dos bombeiros da Amadora e de Queluz, da PSP e viaturas do INEM. O local está vedado e as causas do incêndio são para já desconhecidas. A Polícia Judiciária já está no local.

(Artigo atualizado às 12h33)

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)