As imagens das câmaras de segurança não deixam dúvidas. Os atiradores da escola de Suzano, no Brasil, que na quarta-feira mataram dez pessoas, atacaram alunos e funcionários sem piedade, com frieza e violência extrema. O vídeo pode ferir sensibilidades.

É visível como o primeiro atacante se afasta, no hall de entrada, para preparar a arma com que ameaçaria alunos momentos depois. O vídeo, que foi editado pela televisão Record, não mostra o momento dos disparos, mas inclui os instantes que se seguiram — um aluna, gravemente ferida ou morta, caída no chão e o atacante a afastar-se, entrando na escola e tirando o casaco.

Momentos depois, outro jovem entra no mesmo local. Para junto à vítima. Parece ir ajudar, até pegar num machado e se lançar sob a rapariga caída (no vídeo editado não se vê o golpe). É o segundo atacante. É este que, no final do vídeo, é mostrado a esmurrar e a pontapear alunos que tentam fugir da escola, passando por ele a correr.