Um cargueiro sofreu nesta noite de sábado uma avaria nos motores e está a ser auxiliado junto à costa ocidental norueguesa, onde centenas de pessoas já estavam a ser retiradas de um navio de cruzeiro em dificuldades devido a uma tempestade.

As autoridades norueguesas indicaram que tiveram de desviar dois dos cinco helicópteros que estavam a resgatar os 1.300 passageiros e tripulantes do navio de cruzeiro Viking Sky para socorrer a tripulação de nove pessoas do cargueiro Hagland Captain, que se encontra na baía de Hustadsvika.

Ambos os navios estão a tentar não encalhar na costa rochosa.

O navio de cruzeiro está ancorado entre as cidades norueguesas de Alesund e Trondheim, e os passageiros continuam a ser retirados em pequenos grupos, depois de transferidas uma a uma do navio para os helicópteros, pelo que as equipas de resgate dizem que levarão horas até concluírem a operação de salvamento, dificultada pelos fortes ventos e por vagas com mais de oito metros que fazem o barco oscilar de forma pronunciada.

A rádio pública norueguesa NRK noticiou que um passageiro de 90 anos e a mulher, de 70, ficaram gravemente feridos dentro do navio, mas não forneceu pormenores sobre o que aconteceu.

Segundo a imprensa norueguesa, a maioria dos passageiros do navio de cruzeiro são turistas britânicos e norte-americanos e, de acordo com o mais recente balanço, apenas 100 pessoas foram retiradas e levadas para um pavilhão desportivo situado nas proximidades.

As autoridades norueguesas indicaram que as operações de salvamento prosseguirão durante toda a noite.

O Viking Sky encontrava-se numa viagem de 12 dias, iniciada a 14 de março na cidade norueguesa de Bergen, segundo a página da internet cruisemapper.com.

O navio ia fazer escala nas cidades norueguesas de Narvik, Alta, Tromso, Bodo e Stavanger antes da chegada, prevista para terça-feira, ao porto britânico de Tilbury, no rio Tamisa.