Arranca nesta segunda-feira a audição da defesa de Henrique Granadeiro na fase de instrução da Operação Marquês. A lista de testemunhas apresentadas pelo antigo líder da Portugal Telecom (PT) tem vários nomes de peso. Segundo conta o Diário de Notícias, um deles foi considerado, em 2018, o quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú.

Henrique Granadeiro é acusado de crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, peculato, abuso de confiança e fraude fiscal qualificada. Entre a lista de 15 testemunhas está também um antigo ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, um professor catedrático e empresários.

O antigo CEO e presidente do conselho de administração da PT é acusado de ter recebido 24 milhões de euros — alegadamente pagos pelo ex-presidente do BES, Ricardo Salgado — para beneficiar os interesses do Grupo Espírito Santo em vários negócios da PT.

Henrique Granadeiro não deverá prestar declarações nesta fase do processo, escreve o DN. Os 15 nomes propostos pela defesa começam a ser ouvidos esta segunda-feira pelo juiz Ivo Rosa. Dos nomes apresentados, está António Mendonça (antigo ministro do governo de José Sócrates), o empresário mexicano Carlos Slim Helú, Ricardo Knoepfelmacher (antigo administrador da Brasil Telecom) e Hélio Calixto Costa (que deixou a Oi em março de 2018).

As inquirições iniciam-se esta segunda-feira e prolongam-se até dia 29 de março, com três depoimentos por dia, sendo que nem todos serão feitos presencialmente.