Paris

França anuncia concurso internacional de arquitetura para reconstruir pináculo de Notre-Dame

109

Segundo o primeiro-ministro francês, o objetivo é "dar à catedral um novo pináculo adaptado às técnicas e desafios dos tempos". Emmanuel Macron espera ver catedral reconstruída em cinco anos.

O pináculo acabou por cair devido às chamas que deflagraram na segunda-feira

IAN LANGSDON/EPA

O primeiro-ministro francês anunciou esta quarta-feira um concurso internacional de arquitetura para a reconstrução do pináculo da catedral de Notre-Dame. Esta parte do monumento colapsou depois de um violento incêndio na tarde de segunda-feira.

Édouard Philippe, citado pelo The Guardian, explicou que o objetivo é “dar à catedral um novo pináculo adaptado às técnicas e desafios dos tempos”. O primeiro-ministro falava depois de uma reunião precisamente sobre os planos de reconstrução da catedral. Ainda não se conhece, no entanto, o montante total que irá exigir a recuperação do monumento com 856 anos de história. Sabe-se que o Governo francês já conseguiu angariar cerca de 880 milhões de euros com esse objetivo.

Já esta terça-feira, Emmanuel Macron expressou a vontade em que a catedral seja reconstruída num período de cinco anos e fique “mais bonita do que nunca”. “Isto é obviamente um desafio muito grande, uma responsabilidade histórica”, acrescentou o Presidente francês.

Também o reitor da catedral parisiense, Patrick Chauvet, referiu esta quarta-feira que o monumento vai permanecer encerrado durante cinco a seis anos, uma vez que “um segmento da catedral foi muito enfraquecido”, sem especificar que a que secção se referia.

O incêndio da catedral de Notre Dame deflagrou esta segunda-feira por volta das 18h50 parisienses, 17h50 em Lisboa na catedral de Notre Dame. Os bombeiros foram alertados por volta das 19h (18h em Lisboa) e deslocaram-se rapidamente para o local. As chamas começaram a ser vistas no pináculo da catedral de Notre Dame, que estava a ser reparado. Devido às obras, havia 500 toneladas de andaimes, que estariam a ser servidos, a prazo, por três elevadores. É aí que pode estar a chave para a causa do incêndio. Em menos de uma hora, a torre central cedeu.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cpeixoto@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)