“Tesla”. Este passou a ser o termo mais pesquisado no site de conteúdos para adultos Pornhub, depois de a actriz pornográfica Taylor Jackson ter colocado nessa plataforma um vídeo onde surgia a ter relações sexuais com o namorado, enquanto viajavam a bordo de um Tesla.

O problema é que ninguém seguia aos comandos do Model X, pois o casal accionou o modo Autopilot, a solução de condução semiautónoma desenvolvida pela Tesla. Porém, como esta funcionalidade ainda não é totalmente autónoma (nem a lei o permite), mesmo quando o dispositivo se encontra accionado, a responsabilidade está sempre nas mãos de condutor, ainda que este não tenha as mãos no volante. E, neste caso em concreto, o casal tinha outro assunto entre mãos…

Sucede que o vídeo dura aproximadamente 10 minutos, período durante o qual o carro se encarrega sozinho de evoluir na estrada. Ora, apesar do nome do sistema poder sugerir o contrário, a Tesla sempre fez questão de esclarecer que o Autopilot é uma ajuda à condução, sendo do condutor a inteira responsabilidade de estar alerta e ter sempre o veículo sob controlo – o manual desta funcionalidade é muito claro e salvaguarda o fabricante.

Aparentemente, Taylor prefere a prática à teoria e prescindiu da leitura do manual. Em declarações ao The Register, a actriz porno fez questão de realçar que testou o Autopilot preliminarmente. “Experimentei muito e senti-me segura”, disse, embora admita que aquilo que fez é “perigoso”. Tanto mais que, no calor do momento, fez um movimento mais folgado e tocou no volante, desactivando o Autopilot. Mas, depois do “susto”, vieram os milhões de visualizações do vídeo.

Nem Elon Musk escapou, pois é visado no tweet, onde a façanha é partilhada. Até ao momento, a Tesla não comentou.