Neymar Júnior, jogador de futebol no Paris Saint-Germain, foi acusado em São Paulo, no Brasil, por uma mulher que diz que o futebolista a violou, avançou este sábado o jornal desportivo brasileiro UOL Esportes. Segundo o documento da ocorrência, Neymar e a alegada vítima, cuja identidade não é revelada, conheceram-se no Instagram e o desportista pagou uma viagem para esta ir a Paris onde, a 15 de maio, foi violada.

Este domingo, através de um vídeo publicado no Instagram, o jogador negou as acusações: “Estou sendo acusado de violação. É uma palavra pesada, muito forte, mas é o que está acontecendo no momento. Apanhou-me de surpresa. Foi uma armadilha e caí nela”, disse. Na mesma publicação, o jogador brasileiro divulga as imagens das conversas de WhatsApp com a alegada vítima.

https://www.instagram.com/p/ByMOW-fgicq/

“Foi totalmente o contrário do que falam. Vou expor tudo”, diz Neymar na publicação de Instagram que intitulou de: “Por motivo de extorsão estou sendo obrigado a expor minha vida e família…”. “É necessário expor para provar que realmente não aconteceu nada demais”, justifica ainda o futebolista. “O que aconteceu num dia foi uma relação entre homem e mulher, dentro de quatro paredes. No dia seguinte continuámos trocando mensagens”, refere também. “Foi armadilha. É muito ruim, é muito triste. Isto não só magoou a mim como magoa a minha minha família. Denigre a minha imagem”, defendeu-se.

Nos últimos três minutos do vídeo o jogador brasileiro mostra as mensagens de WhatsApp — com data desde o início de março — trocadas com a mulher que o acusa de a ter violado. O conteúdo, bastante explícito e com imagens reveladoras enviadas pela alegada vítima, mostra que os dois teriam já um relacionamento amoroso por mensagens. O jogador continua a manter em segredo a identidade da mulher que o acusa, apesar de haver fotografias na troca de mensagens com a cara da alegada vítima parcialmente visível.

A mulher e Neymar tiveram conversas pela aplicação de partilha de mensagens WhatsApp e, através de um amigo do futebolista, esta terá recebido o bilhete da viagem para Paris para o conhecer. No documento da acusação lê-se que Neymar chegou ao hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe, pelas 20h00 e estava bêbado. A alegada vítima afirma que ainda “trocaram carícias”, mas diz que o futebolista ficou violento e violou-a.

Nas mensagens partilhadas por Neymar, o jogador escreve no dia do alegado incidente, na altura em que estaria a ir para o hotel para estarem juntos pela primeira vez, às 16h00, que já estava “meio bêbado”. A troca de mensagens foi a que pode ver na imagem seguinte:

Segundo as mensagens divulgadas pelo futebolista, no dia seguinte à alegada violação o jogador e a mulher falaram normalmente, e foi-lhe pedido que arranjasse “uma coisa” para levar para o filho da brasileira.

Depois da situação, a alegada vítima terá voltado ao Brasil a 17 de maio. Na ocorrência divulgada é referido que a mulher tinha medo de comunicar a ocorrência e que estava “abalada emocionalmente”.

A 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, em São Paulo, confirmou a existência desta ocorrência. As autoridades brasileiras afirmam que vão adiantar “mais informações” futuramente e que “o inquérito policial” vai seguir “em sigilo”.

O jogador de futebol está no Brasil, pelo menos, desde 25 de maio, altura em que se apresentou nos treinos da seleção do país. Neymar joga no Paris Saint-Germain como avançado desde 5 de agosto de 2017. Antes, jogou no clube espanhol Barcelona e no brasileiro Santos. É um dos jogadores de futebol mais conceituados em todo o mundo e já foi finalista de grandes galardões da modalidade — Bola de Ouro da FIFA e a Bola de Ouro.

[Em atualização]