O advogado e comentador da Sic-Notícias José Miguel Júdice acusa a direita de “não saber fazer combate político”. E justifica a sua análise: “Acho que são atrasados mentais nessas matérias”. Júdice justifica o mau desempenho eleitoral de PSD e CDS com o desconhecimento que os partidos têm dos seus próprios eleitores.

No seu espaço de comentário televisivo, “As causas”, o advogado e antigo militante do PSD (desfiliou-se em 2006) falava no pós-eleições Europeias e na crise da direita e, questionado sobre se a direita desaprendeu como se faz combate político, foi duro na análise. Utilizou mesmo a expressão “atrasados mentais” para classificar a direita e a ironia para aconselhar PSD e CDS a procurarem ajuda: “Talvez devessem propor ao Bloco de Esquerda que fosse pedir fundos comunitários para dar formação aos partidos de direita de como é que se faz política”.

Júdice foi especialmente crítico com o presidente do PSD, nomeadamente em matéria de justiça. É neste ponto que o advogado considera que a direita portuguesa “não sabe para quem deve falar e não sabe o que é que querem as pessoas que são o seu eleitorado.” Deu o exemplo concreto da justiça — setor em que Rui Rio defende uma reforma — argumentando que o país “diz que tem confiança na justiça e tem quatro vezes mais confiança na justiça do que nos partidos, e Rui Rio ataca a justiça. Isto é um ato de estupidez política“.