“Até fim do ano prevê-se uma procura superior aos últimos anos, mas a partir do verão a situação ficará estabilizada”, garante Mariana Vieira da Silva, em entrevista à TSF e ao Dinheiro Vivo.

A ministra da Presidência entende que a situação vai melhorar “quando os maiores de 25 anos puderem tirar o Cartão do Cidadão online”. Isto porque, a partir daí, “o atendimento poderá ser feito só a quem precisa de tirar dados biométricos ou o prefira”.

Questionada sobre as razões para o aumento de atrasos nas Lojas do Cidadão, Mariana Vieira da Silva diz que nos últimos meses houve “um aumento de procura bastante significativo, na ordem dos 30%”, por causa do Brexit — “a necessidade de muitas pessoas que vivem há muito no Reino Unido precisarem de atualizar documentação” — mas também porque, com a nova lei da nacionalidade, há uma “aumento significativo de pessoas que puderam aceder à nacionalidade portuguesa”, explica Mariana Vieira da Silva.

“Os problemas de procura não são generalizados no país”, defende ainda. “São concentrados nos sítios onde estes fenómenos estão: Lisboa, Porto e parte do Algarve. É uma questão que estamos a resolver e que já está a ter efeitos”, garante a ministra.