Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Nove suecos, todos paraquedistas, morrerem na sequência de um desastre de avião no norte da Suécia, perto da cidade universitária de Umea. O avião, que estava especialmente concebido para transportar paraquedistas, despenhou-se perto de uma pequena ilha no rio local pouco depois de ter levantado voo do aeroporto de Umea.

Um porta-voz das forças policiais suecas confirmou que esta era uma viagem em que todos os passageiros planeavam praticar saltos de paraquedas e relatos recolhidos por jornalistas adiantam que alguns tentaram saltar do avião antes da queda. O pequeno avião com apenas um motor terá mergulhado com a frente para baixo minutos depois de ter descolado, tendo chegado a enviar um sinal de socorro. Um vídeo colocado no Twitter mostra o momento da queda.

Todas as vítimas eram suecas, e uma tinha dupla nacionalidade. A sua identidade não foi revelada, nem se conhecem as causas do acidente. O primeiro-ministro, Stefan Lovfen, adiantou que o Governo está em contacto direto com as autoridades que estão a investigar a queda do avião.