A EatTasty fechou uma ronda de investimento seed (fase inicial) no valor de 1,1 milhões de euros, liderada pelo fundo português de investimento em capital de risco independente Indico Partners. Com este investimento, a plataforma online de confeção e entrega de almoços caseiros no local de trabalho pretende consolidar e expandir o seu mercado em Espanha, depois de ter chegado a Lisboa e Madrid.

A startup portuguesa utiliza as cozinhas dos restaurantes, “pouco utilizadas antes da hora de almoço” para produzir e desenhar refeições em conjunto, com ingredientes frescos, no próprio dia, e entregá-las nos escritórios das redondezas, num conceito que “tem vindo a ganhar expressão em algumas capitais mundiais”, refere em comunicado. Esta ronda de investimento contou também com coinvestidores como o grupo Ibersol, a Shilling Capital Partners, a Singularity Capital e a Olisipo Way.

Concebemos um modelo de negócio que funciona e gera muita procura entre colaboradores de escritórios, mas também de donos de restaurantes que pretendem rentabilizar as suas cozinhas. Atualmente, a maior parte das nossas cozinhas já prepara mais de 150 refeições por dia”, explica Rui Costa, um dos cofundadores da empresa, citado em comunicado.

Segundo o cofundador e líder da Indico Partners, “os resultados e margens da EatTasty são muito encorajadores devido à forma como a empresa gere as suas operações”. Stephan Morais refere ainda que “há cada vez mais escritórios a optar por receber a sua comida no local de trabalho”, salientando ainda o facto de o preço ser “sensivelmente de metade das outras empresa de comida online” porque os pedidos podem ser feitos até às 12h.

Fundada em 2016 por Rui Costa e Orlando Lopes, a EatTasty está presente em Lisboa, já vendeu mais de 140 mil refeições, tem mais de 100 mil utilizadores registados e, até esta nova ronda de financiamento, tinha conseguido 370 mil euros de investimento.