Uma pessoa morreu, oito ficaram feridas e 11 mil habitantes tiveram de ser retirados após uma explosão num depósito de armas numa base militar em Achinsk, na região russa da Sibéria, está a avançar a Reuters. As imagens divulgadas pela TASS, uma agência noticiosa russa, mostram grandes colunas de fumo e faíscas no céu após uma série de explosões em cadeia. A Rusal, uma empresa de alumínimo, suspendeu a atividade.

De acordo com o The Guardian, que cita Ilay Akhmetov, o presidente da Câmara de Achinsk, o Ministério da Defesa russo indica que as explosões ocorreram num local de armazenamento de pólvora para projéteis — embora não se saiba o que desencadeou estes acidentes. Entretanto, os habitantes nas vizinhanças dessa base militar foram levadas para outra cidade a 20 quilómetros do local das explosões.

As ondas de choque das explosões — que pode ver no vídeo partilhado aqui em baixo — e as projeções de peças metálicas rebentou os vidros de janelas nas aldeias vizinhas da base militar. Dois oito feridos na sequência das explosões, quatro foram levadas para o hospital. Entretanto, o Financial Times avançou que a vítima mortal é um soldado que estava de plantão na base no momento da primeira explosão no depósito de armas.