À semelhança do que já começou a acontecer no Instagram, o Facebook poderá, em breve, ocultar o número de gostos de cada publicação dos utilizadores para diminuir a pressão social entre utilizadores e aumentar a partilha livre e espontânea de conteúdos.

Depois de o Instagram ter começado a testar esta possibilidade em sete países (Canadá, Brasil, Austrália, Nova Zelândia, Itália, Irlanda e Japão) a primeira rede social de Mark Zuckerberg quer fazer o mesmo. O objetivo é evitar que os utilizadores apaguem publicações por não terem o número de gostos esperados e diminuir a constante comparação entre perfis.

O Facebook tem sido utilizado cada vez mais para a partilha de acontecimentos pontuais, como casamentos ou novas oportunidades de trabalho, mas Zuckerberg quer aumentar a partilha de conteúdos diários (à semelhança do que os utilizadores fazem no Instagram), avança o TechCrunch. Esta medida será uma forma de promover essa partilha.

A alteração foi identificada através de um tweet de Jane Manchun Wong: uma imagem que demonstra a nova atualização da aplicação. Confrontada pela TechCrunch, fonte do Facebook confirmou que está a considerar iniciar este tipo de testes, apesar de a ferramenta ainda não estar disponível. Na prática, esta atualização fará com que não seja possível saber com exatidão o número de gostos de cada publicação, mas apenas o nome de um amigo em comum que tenha gostado da mesma (seguido da expressão “e outras pessoas gostaram disto”).

Os resultados da experiência iniciada no Instagram ainda não foram divulgados. Na altura da implementação da medida, a rede social esclareceu que a nova atualização vai permitir aos utilizadores publicar conteúdos sem terem em vista o alcance que a publicação teria na comunidade. O Instagram defende que a partilha espontânea melhora a experiência e é benéfico para a saúde mental do utilizador.