Alugar um pinheiro de Natal, dos verdadeiros, e ajudar os bombeiros. A rima, estreada em 2017, depois dos grandes incêndios no Norte e Centro do País, volta a fazer sentido desde esta semana, com o arranque de mais uma edição, a terceira, da iniciativa Pinheiro Bombeiro. 

Um projeto da startup portuguesa Rnters, que já permitiu angariar um total de 29 mil euros, investidos e doados na forma de material profissional carenciado pelos corpos de Bombeiros Voluntários Portugueses. Quanto ao processo, é semelhante aos anteriores, portanto basta seguir as coordenadas para se juntar à causa. O projeto permite alugar pinheiros que tiveram de ser cortados na limpeza de matas e prevenção de incêndios e que podem agora ter uma segunda vida em decorações de Natal.

Para ter um Pinheiro Bombeiro basta aceder ao site oficial da iniciativa e levantá-lo em cinco locais: no Hub do Pinheiro Bombeiro na Fábrica Braço de Prata, no CCB, na LX Factory, Winter Market da Stylista e no Cascais Christmas Village. Também é possível recebê-lo em casa, em qualquer ponto de Portugal Continental.

Por cada pinheiro alugado (por 20 euros), 5 euros revertem então a favor dos Bombeiros Voluntários de Portugal. Terminada a quadra, o pinheiro pode ser devolvido à Rnters nos locais indicados na plataforma online e transformado em biomassa, acabando o aluguer de forma sustentável.

Em 2017 e 2018, o valor angariado pela iniciativa Pinheiro Bombeiro permitiu entregar máscaras de combate a incêndio a todos os corpos de Bombeiros Voluntários do distrito de Leiria e este ano serão entregues luvas e máscaras para todos os corpos do distrito de Viana do Castelo. Nas duas primeiras edições foi possível produzir 15 toneladas em Biomassa, já que a o objetivo passa também pela reutilização de recursos naturais.