Que a maternidade tem o poder de abrir certos horizontes, já todos sabemos. Mas no caso de Maria Araújo, com duas filhas, uma profissão incerta (jornalista freelancer) e a viver noutro país, o derradeiro desafio de ser mãe acabou por se transformar num plano de negócio. Em 2017, nasceu a Beatrice & Bee (tudo porque, a ter uma terceira filha, depois de uma Leonor e de uma Inês, seria Beatriz), uma marca de roupa de criança, produzida em Portugal. Pretexto para evocar uma outra convicção universal, a de que a necessidade aguça o engenho.

“Comprar roupa para as minhas filhas era sempre muito complicado, pelo menos tendo em conta o meu estilo. Ou tinha marcas super caras, à venda no Harrods, ou as grandes cadeias. De repente, dei por mim a comprar quase tudo em marcas espanholas”, conta Maria Araújo, de 36 anos, ao Observador. A moda infantil do país vizinho tinha os seus atrativos — os folhos, o xadrez, as golas e as mangas balão –, em suma, uma estética tradicional difícil de encontrar noutras latitudes. A solução foi criar a própria marca, aproveitando um dos grandes tesouros portugueses, a qualidade da confeção têxtil.

Maria Araújo é portuguesa e vive em Londres há praticamente sete anos. Há dois, criou uma marca de roupa de criança, a Beatrice & Bee © Divulgação

Nem a dimensão do setor em Espanha a demoveu. Rumou ao norte de Portugal e encetou os primeiros contactos com fabricantes e fornecedores. A tarefa revelou-se tão ou mais árdua do que fazer compras em Londres. Foi preciso encontrar fábricas especializadas em vestuário infantil, os tecidos certos e, claro, quem estivesse disposto a produzir abaixo das quantidades astronómicas do grande retalho. A certo altura, a missão parecia impossível, mas a busca terminou da melhor maneira — todas as peças trazem, hoje, etiquetas com a inscrição: “Proudly made in Portugal”.

Ainda assim, a marca foi criada a pensar no mercado britânico, embora cerca de metade das encomendas na loja online já chegue de países como Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Suíça e Suécia. Maria recorda até hoje as primeiras idas ao parque com as filhas, após o lançamento da primeira coleção. “Havia sempre alguém a dizer que as peças eram lindíssimas e a perguntar se eram de marcas espanholas. Eu respondia: ‘Não, é português’. Nota-se que, nos últimos anos, a marca made in Portugal tem ficado cada vez mais forte”, conta.

Este guarda-roupa romântico tem estado a conquistar o gosto inglês. Na mais recente edição da Vogue Britânica, a Beatrice & Bee foi uma das escolhas da criteriosa publicação, numa rubrica dedicada a marcas de roupa para crianças. Maria não se pode queixar da relação com a imprensa inglesa. Foi a própria Vogue a contactá-la, depois de a marca ter aparecido numa edição da Tatler. No último verão, esteve nomeada para os Baby Awards, os prémios de uma das revistas mais relevantes da especialidade, na categoria de Melhor Marca de Moda para Bebés.

© Rui Fernandes

Enquanto designer, Maria admite ter múltiplas fontes de inspiração. Por estes dias, a coleção de inverno veste-se de tons natalícios, em tudo contrastante com as referências náuticas do último verão. Do ponto de vista político, o Brexit é a ameaça que paira sobre o negócio. Apesar de ter a produção em Portugal, a marca está registada no Reino Unido. Face à incerteza, Maria vale-se da mobilidade que uma estrutura online proporciona. Se o desfecho acabar por ditar um regresso da família ao seu país de origem, a marca virá com ela.

Os mercados londrinos são uma espécie de sprint final antes de fazer as malas para vir passar o Natal a Portugal. Em novembro, a Beatrice & Bee marcou presença no Spirit of Christmas, um dos maiores mercados da época. O próximo chama-se Shop Up, organizado pelo blogue Babyccino no luxuoso bairro de Chelsea. Ao mesmo tempo, Maria mantém duas lojas temporárias na capital britânica. Ter uma permanente é mais um daqueles sonhos. Impossível não é, afinal, o de aparecer nas páginas da Vogue concretizou-se.

Nome: Beatrice & Bee
Data: 2017
Pontos de venda: loja online
Preços: de 4 a 63 euros

100% português é uma rubrica dedicada a marcas nacionais que achamos que tem de conhecer.