Nos primeiros nove meses do ano, o grupo francês PSA transaccionou 2,57 milhões de veículos novos, um valor que representa menos 10,6% face a 2018. A juntar a esta realidade, o mês de Novembro registou uma quebra de 10,4%, que em parte pode ser explicada pela saída do mercado iraniano.

Em Novembro, a marca que mais caiu em termos de vendas foi a Opel/Vauxhall, perdendo 21,7%, para o que terá contribuído a retirada de modelos pouco rentáveis, como o Karl, Mokka X e Adam. Ainda mais importante foi a quebra das vendas no mercado chinês, que já vai nos 55% nos primeiros 11 meses de 2019.

Entre todas as marcas do grupo é a Peugeot que mais recua em termos de vendas de Janeiro a Novembro, com 17,8% (9,8% se não considerarmos o Irão), com a Opel/Vauxhall a perder 6,4% e a Citroën 4,5%. Em contraciclo está a DS, que viu as suas vendas aumentarem 26,4% em Novembro e 10,6% no acumulado do ano.