Dark Mode 77,9 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

New York Times explica como verificou a veracidade do vídeo do avião abatido no Irão

O som da explosão, o flash e os vários prédios em redor foram alguns dos elementos que permitiram ao New York Times confirmar a veracidade do vídeo onde se vê o avião ucraniano que caiu no Irão.

i

O voo 752 da companhia aérea ucraniana, onde seguiam 176 pessoas, caiu esta quarta-feira perto de Teerão, no Irão

AFP via Getty Images

O voo 752 da companhia aérea ucraniana, onde seguiam 176 pessoas, caiu esta quarta-feira perto de Teerão, no Irão

AFP via Getty Images

O New York Times explica como verificou a veracidade do vídeo, divulgado esta quinta-feira, em que alegadamente se vê o avião ucraniano que foi abatido no Irão depois de ter sido atingido por um míssil.

O jornal norte-americano diz que analisou elementos sonoros e visuais presentes nesse mesmo vídeo e concluiu que estão de acordo com imagens de satélite, enviadas pela Maxar Technologies, uma empresa de tecnologia aeroespacial, e com informações relativas ao trajeto do Boeing 737-800 da companhia aérea ucraniana, onde seguiam 176 pessoas.

De acordo com o New York Times, os cerca de 10 segundos que passam entre o flash que se vê no vídeo — e que se acredita ser o míssil — e o som da explosão permitiu calcular a distância entre o avião e a câmara que filmou o momento em que este é atingido pelo míssil. Esta distância, de pouco mais de três quilómetros, está alinhada com o trajeto do avião registada pela FlightRadar24, uma empresa que permite acompanhar os vários aviões no ar em todo o mundo.

Mas houve outros elementos que foram avaliados. Ao longo do vídeo veem-se vários prédios, com pelo menos cinco andares, no fundo e poucos iluminados, e uma outra pequena estrutura, à esquerda, logo no início das imagens. Tanto o bloco de prédios, como a pequena estrutura, aparecem em imagens de satélite do local onde foi filmado o vídeo.

Há ainda aquilo a que o jornal chama de “equipamento” (algo parecido com uma betoneira), que aparece já no final do vídeo, junto à pequena estrutura, de forma rápida e à direita. E também esse elemento aparece nas imagens de satélite.

O vídeo foi divulgado pouco tempo depois de o primeiro-ministro canadiano ter avançado que as autoridades tinham provas de que o avião foi atingido por um míssil terra-ar iraniano. Justin Trudeau levantou, contudo, a hipótese de se ter tratado de um acidente.

O Irão, por sua vez, considerou as informações canadianas de “relatos questionáveis”.

O voo 752 da transportadora aérea ucraniana caiu na madrugada de quarta-feira, depois de ter levantado voo do aeroporto internacional Tehran Imam Khomeini, em Teerão. A queda do avião, que se dirigia para Kiev (Ucrânia), provocou a morte de todas as pessoas que estavam a bordo: 83 iranianos, 63 canadianos, 11 ucranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos.

Justin Trudeau diz que há provas. Vídeo parece mostrar momento em que míssil atinge avião ucraniano

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.