O Produto Interno Bruto (PIB) na zona euro registou uma subida de 1,2% no ano passado, enquanto a economia no conjunto da União Europeia (UE) cresceu 1,4%, divulgou esta sexta-feira o gabinete de estatísticas comunitário.

Uma estimativa de crescimento económico anual para 2019 divulgada pelo Eurostat aponta que, “com base em dados trimestrais, o PIB subiu 1,2% na área do euro e 1,4% na UE27”. Também esta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística português (INE) divulgou que, em 2019, a economia portuguesa cresceu 2%, uma décima acima do estimado pelo Governo e acima da média da zona euro e da UE.

PIB supera estimativa do Governo e cresce 2,0% em 2019

De acordo com o Eurostat, o crescimento registado na zona euro e na UE atingiu, no ano passado, o valor mais baixo dos últimos seis anos, recuando aos níveis de 2013. No último trimestre de 2019, o PIB da zona euro subiu 0,9% em termos homólogos, enquanto o da UE a 27 aumentou 1,2%.

Já na variação em cadeia, as economias da zona euro e da UE a 27 cresceram (cada uma) apenas 0,1% face ao trimestre anterior. Ainda no último trimestre do ano passado, o PIB português subiu 2,2% em termos homólogos e 0,6% na variação trimestral.

Emprego cresceu 1,1% em 2019

O emprego cresceu 1,1% no ano passado na zona euro e 1% na UE, de acordo com estimativas divulgadas esta sexta-feira pelo gabinete estatístico comunitário.  “De acordo com uma estimativa do crescimento anual para 2019, com base em dados trimestrais, o emprego cresceu 1,1% na zona euro e 1,0% na UE27”, indicou o Eurostat.

Já atentando no quatro trimestre de 2019, o Eurostat precisa que o emprego na zona euro subiu, nesse período, 1% em termos homólogos e 0,3% comparativamente ao trimestre anterior.

Também no último trimestre do ano passado, o emprego aumentou 0,9% na UE27 em termos homólogos e 0,2% na comparação trimestral.

Artigo atualizado às 11h52 com os dados relativos ao emprego na zona euro em 2019