Os eventuais castigos ao V. Guimarães após o caso dos insultos racistas a Marega no encontro frente ao FC Porto ainda não estão definidos na sua totalidade mas a primeira multa de 714 euros aos minhotos por “cânticos contra Marega e Marchesín” já mereceram uma reação irónica do avançado maliano esta quarta-feira.

“Senti-me uma m****, foi uma humilhação. Não gostei de sentir aquele ódio, fiquei muito desiludido”, explica Marega

“Não!! É muito!! Liga, posso pagar por eles?”, escreveu o jogador nas stories do Instagram.

No total, e de acordo com o mapa de castigos referentes a esse encontro, os vitorianos terão de pagar multas num valor que ascende quase aos 18 mil euros (17.941 euros, mais precisamente) mas por várias incidências que foram reportadas pelo delegado da Liga presente no Estádio Dom Afonso Henriques.

Vitória de Guimarães e FC Porto multados em mais 27 mil euros

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Assim, e entre as infrações que foram apresentadas com as respetivas coimas encontram-se o arremesso de cadeiras (7.140 euros), a deflagração de engenhos pirotécnicos (4.107 euros) e de tochas e outros objetos na bancada do FC Porto (3.392 euros, neste caso por se tratar do organizador do evento desportivo), a troca de tolhas entre elementos dos dois clubes (2.678 euros) e os cânticos ofensivos contra Marega e Marchesín (714 euros).

Marega marcou, festejou a apontar para o braço, fugiu de cadeiras, ouviu insultos racistas e saiu – tudo em dez minutos

No entanto, foi também anunciada a abertura de mais um processo disciplinar, motivado pelo relatório policial, numa altura em que já decorria outro que foi instaurado logo depois do jogo e do mediático caso que teve ampla difusão nacional. Ou seja, e apesar da multa já aplicada, o V. Guimarães continua a poder ser sancionado de várias formas, que vão da multa pecuniária à interdição parcial ou total do Dom Afonso Henriques. E foi para reforçar isso mesmo que o Conselho de Disciplina emitiu um esclarecimento no site da Federação.

O que se diz lá fora do caso Marega: “escândalo” e “vergonha mundial em Portugal no séc. XXI”

“Em face de notícias veiculadas por alguns órgãos de comunicação social, cumpre esclarecer que as multas aplicadas pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol no âmbito do jogo Vitória SC-FC Porto não estão relacionadas com insultos racistas. As multas ontem divulgadas pelo Conselho de Disciplina/Secção Profissional resultam de outro tipo de infrações, que nada têm a ver com atos discriminatórios, conforme está devidamente publicado e fundamentado no mapa dos processos sumários. Por outro lado, como é público e notório, e relativamente à ocorrência de eventuais infrações disciplinares tendo por base, aqui sim, atos discriminatórios, o Conselho de Disciplina instaurou, no passado dia 18 de fevereiro, um Processo Disciplinar que de imediato foi enviado à Comissão de Instrutores da Liga Portugal, onde se encontra em fase de inquérito”, disse.

Ministério Público abre inquérito a insultos racistas a Marega