Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira, confirmou esta terça-feira de manhã o primeiro caso confirmado da doença na região. A infetada é uma cidadã holandesa “que entrou no território a 12 de março”. O responsável disse ainda que todas as autoridades tomaram as medidas de isolamento necessárias na unidade hoteleira onde a turista estava e que todos quem contactou estão a ser acompanhados pelas autoridades de saúde.

Saliento que todos temos de estar cientes da gravidade desta situação face a este grande desafio que temos pela frente”, disse Miguel Albuquerque.

A mulher está internada no espaço hospitalar da ilha da Madeira para os casos de isolamento da Covid-19. O responsável do Governo Regional afirmou que “vai tomar todas as medidas necessárias” para conter o surto na região. Incluindo convocar “as embaixadas para a necessidade mandatória para proceder ao repatriamento dos seus concidadãos turistas que ainda permaneçam na região com a maior brevidade possível”, afirmou.

Este domingo, o responsável do governo regional exigiu ao primeiro-ministro e ao ministro da administração interna o “encerramento imediato” dos aeroportos da região. “Não posso ficar à espera das medidas a nível nacional, face ao imperativo de salvaguarda da saúde pública dos madeirenses e dos porto-santense”, referiu.

[Veja no vídeo abaixo a conferência na íntegra da manhã desta terça-feira]

Conferência de Imprensa

COVID – 19

Posted by Governo Regional da Madeira on Tuesday, March 17, 2020

Na mesma conferência, o responsável madeirense declarou ainda o fim de todas as atividades de animação e recreação turista na Madeira “a partir de agora”. Exemplo destas são “excursões, passeios, rent-a-car ou atividades semelhantes”, referiu. As medidas de restrição em espaços públicos como centros comerciais vai ser também reforçada. O responsável madeirense fez ainda o apelo aos cidadãos para que não saiam de casa. O trabalho na administração pública fica reduzido “ao necessário”.

Numa declaração onde não foi dada aos jornalistas a possibilidade de fazerem perguntas, o responsável pelo Governo madeirense, Miguel Albuquerque, apelou ainda “aos cidadãos em quarentena na Madeira para o cumprimento escrupuloso da mesma”. “Está em causa a sua saúde e a dos seus familiares”, concluiu.