Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

A comunidade de Madrid vai abrir mais uma morgue provisória numa pista de gelo na região, avança o El Mundo. O rinque a ser utilizado vai ser o de Majadahonda, também conhecido como “La Nevera”. A medida foi tomada devido à elevada mortalidade que o novo coronavírus está a provocar no país. O número total de mortos em Espanha devido à Covid-19 é já de 10.935 pessoas.

A 23 de março, no Palácio do Gelo, foi tomada a decisão de utilizar provisoriamente este tipo de espaços como morgue. Além do Palácio do Gelo, desde esta segunda-feira que as instalações no Instituto de Medicina Legal estão também a ser utilizadas como morgue, tendo sido colocados 230 caixas frigoríficas para acondicionar cadáveres. O rinque de gelo de Majadahonda será, assim, a terceira morgue provisória a ser aberta na região.

Um porta-voz do Ministério da Justiça do país disse ao mesmo jornal que esta medida foi estudada em colaboração com a câmara municipal de Majadahonda. Esta pista de gelo tem estado fechada desde 13 de março. “Como em todos os casos anteriores, trata-se de facilitar o trabalho dos serviços funerários, atenuar a dor das famílias e a situação dos hospitais da região”, disse a comunidade de Madrid sobre a decisão. Ao meio-dia (de Madrid) desta sexta-feira, começaram a ser feitos os procedimentos necessários para a trasladação dos cadáveres.

À semelhança do que foi feito noutros rinques, os corpos vão ser colocados numa superfície “feita de material sintético com cerca de 2-3 cm de espessura”, que será instalada na pista de gelo para evitar o contacto do corpo com o corpo. Para a entrada e saída dos caixões, será permitido um acesso na parte traseira do recinto. Esta pista de gelo tem 1.800 metros quadrados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nas últimas 24 horas Espanha teve novos 932 mortos

Esta sexta-feira foi divulgado que o número de mortos em Espanha desceu ligeiramente, com 932 vítimas nas últimas 24 horas. Este número sugere algum otimismo em relação ao dia anterior, em que se atingiu o número máximo em Espanha, de 950 mortos num dia.

O número total de mortos em Espanha é agora de 10.935, continuando dessa forma atrás apenas de Itália, que tem 13.915 óbitos confirmados. Também o número de novos infetados demonstra uma descida, depois de sinais mistos nesta semana: são esta sexta-feira 7.472, abaixo dos últimos três dias.

Espanha a transformar-se numa nova Itália. Doentes pelo chão dos hospitais e idosos ao lado de cadáveres em lares

Espanha soma, ao todo, 117.710 casos de coronavírus — tornando-se, para já, no país do mundo com mais casos diagnosticados, ultrapassando os 115.242 de Itália. Porém, há que ter em conta que o boletim italiano das últimas 24 horas ainda não foi publicado. Quando isso acontecer, é provável que Itália salte de novo para a primeira posição.

*Artigo atualizado às 15h48 com mais informações sobre dados de Espanha.