A comunidade de Madrid vai abrir mais uma morgue provisória numa pista de gelo na região, avança o El Mundo. O rinque a ser utilizado vai ser o de Majadahonda, também conhecido como “La Nevera”. A medida foi tomada devido à elevada mortalidade que o novo coronavírus está a provocar no país. O número total de mortos em Espanha devido à Covid-19 é já de 10.935 pessoas.

A 23 de março, no Palácio do Gelo, foi tomada a decisão de utilizar provisoriamente este tipo de espaços como morgue. Além do Palácio do Gelo, desde esta segunda-feira que as instalações no Instituto de Medicina Legal estão também a ser utilizadas como morgue, tendo sido colocados 230 caixas frigoríficas para acondicionar cadáveres. O rinque de gelo de Majadahonda será, assim, a terceira morgue provisória a ser aberta na região.

Um porta-voz do Ministério da Justiça do país disse ao mesmo jornal que esta medida foi estudada em colaboração com a câmara municipal de Majadahonda. Esta pista de gelo tem estado fechada desde 13 de março. “Como em todos os casos anteriores, trata-se de facilitar o trabalho dos serviços funerários, atenuar a dor das famílias e a situação dos hospitais da região”, disse a comunidade de Madrid sobre a decisão. Ao meio-dia (de Madrid) desta sexta-feira, começaram a ser feitos os procedimentos necessários para a trasladação dos cadáveres.

À semelhança do que foi feito noutros rinques, os corpos vão ser colocados numa superfície “feita de material sintético com cerca de 2-3 cm de espessura”, que será instalada na pista de gelo para evitar o contacto do corpo com o corpo. Para a entrada e saída dos caixões, será permitido um acesso na parte traseira do recinto. Esta pista de gelo tem 1.800 metros quadrados.

Nas últimas 24 horas Espanha teve novos 932 mortos

Esta sexta-feira foi divulgado que o número de mortos em Espanha desceu ligeiramente, com 932 vítimas nas últimas 24 horas. Este número sugere algum otimismo em relação ao dia anterior, em que se atingiu o número máximo em Espanha, de 950 mortos num dia.

O número total de mortos em Espanha é agora de 10.935, continuando dessa forma atrás apenas de Itália, que tem 13.915 óbitos confirmados. Também o número de novos infetados demonstra uma descida, depois de sinais mistos nesta semana: são esta sexta-feira 7.472, abaixo dos últimos três dias.

Espanha a transformar-se numa nova Itália. Doentes pelo chão dos hospitais e idosos ao lado de cadáveres em lares

Espanha soma, ao todo, 117.710 casos de coronavírus — tornando-se, para já, no país do mundo com mais casos diagnosticados, ultrapassando os 115.242 de Itália. Porém, há que ter em conta que o boletim italiano das últimas 24 horas ainda não foi publicado. Quando isso acontecer, é provável que Itália salte de novo para a primeira posição.

*Artigo atualizado às 15h48 com mais informações sobre dados de Espanha.