Será apenas para os alunos do ensino básico, ou seja, até ao 9º. ano de escolaridade. Deverá ser emitida de segunda a sexta-feira, através dos canais RTP disponíveis na gratuita TDT (Televisão Digital Terrestre). E servirá apenas de complemento ao trabalho de acompanhamento que os professores terão de continuar a assegurar à distância.

Se tudo correr como previsto, a nova versão da Telescola, desta vez motivada pela pandemia de covid-19 em vez de pelas limitações financeiras ou dificuldades de transporte, deverá arrancar já no próximo 13 de abril, dia que o calendário escolar determinava de regresso às aulas, depois da interrupção para as férias da Páscoa.

A notícia está a ser avançada pela edição deste sábado do Público, que explica que na RTP está já “constituída uma equipa com pessoal criativo e técnico para colocar o projeto de pé”. Ao jornal, Gonçalo Reis, presidente da administração da RTP, confirmou que “a RTP e o Ministério da Educação estão a trabalhar para haver conteúdos educativos para serem emitidos pela televisão pública”.