Numa altura em que, devido à pandemia da Covid-19, os portugueses têm de fazer compras mais espaçadas, e ao mesmo tempo procuram soluções mais económicas, as conservas voltam a ter uma grande importância na alimentação. E os dados assim o confirmam:  em Março, houve um aumento de vendas de produtos de longa conservação, com as conservas a crescerem 79% e os produtos básicos 68%, segundo a barómetro da consultora Nielsen sobre o impacto da pandemia Covid-19 no consumo.

Almôndegas de atum, caldeirada de cavala em tomate ou brigadeiro de sardinha e broa são algumas das sugestões disponíveis no manual lançado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), em colaboração com o Chef Fábio Bernardino, onde constam “dezenas de receitas saudáveis, saborosas, rápidas e fáceis de preparar e ao mesmo sofisticadas”, com o objetivo de dar a conhecer a diversidade de pratos que é possível fazer com conservas de pescado e leguminosas.

Segundo a DGS, num país que produz mais de 52 mil toneladas de conservas de pescado por ano, subsistem ainda dúvidas sobre o seu valor nutricional e, ainda, como cozinhar de forma inovadora este alimento barato e facilmente acessível ao longo do ano.“O mercado nacional oferece atualmente uma enorme variedade de conservas de pescado e de leguminosas (feijão, grão, ervilhas, lentilhas…) que são alimentos de grande valor nutricional”. Por isso, sugere que os enlatados, pelo seu teor proteico, facilidade de utilização e sabor intenso são um alimento de “grande interesse” para o público mais jovem, geralmente pouco motivado para o consumo de peixe, bem como para a população idosa, onde a “proteína é essencial para a manutenção da qualidade muscular e qualidade de vida no geral”.

A notícia sublinha ainda que, devido ao elevado tempo de reclusão em casa, “com menos exercício físico e exposição solar”, os portugueses precisam “de proteínas de elevada qualidade e dos minerais e vitaminas (como a vitamina D) presentes nas conservas”. E o mesmo acontece com as leguminosas, que têm um valor apreciável de proteínas e, por isso, devem ser uma “alternativa à carne e ao pescado”, quando combinadas com alimentos do grupo dos cereais e derivados.

Ainda no manual, elaborado pelo Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável e pela Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável, pode ler-se que o modo de processamento “melhorou substancialmente” nos últimos anos e que, atualmente, já é possível encontrar “conservas com teores de sal mais baixos, gordura de qualidade e matéria prima escolhida criteriosamente”. O que faz dos enlatados uma opção saudável em tempos de “confinamento social”, lê-se no documento.

Para que os consumidores façam as melhores escolhas, o manual apresenta uma série de fatores a ter em conta na hora de comprar conservas, entre os quais a data de validade, a aparência da lata e o teor de sal, assim como os cuidados a ter depois de abrir as latas.

Exemplos de receitas:

Tentúgal de atum (4 pessoas; 30 minutos de preparação, 1€ por pessoa)

Ingredientes

400g grelos
200g cebola
2 latas de atum ao natural
120g salsa
120g feijão-frade
20g alho
4 folhas de massa filo
1 colher de chá de azeite (5g)
Modo de preparação:

Comece por picar a cebola, o alho e cozer os grelos. Numa frigideira coloque a cebola, o alho, as latas de atum, a salsa e os grelos e salteie tudo com azeite.
Adicione o feijão-frade esmagado e envolva tudo.
Estenda a folha de massa filo e corte em pequenos quadrados. Recheie com o preparado anterior e enrole. Por fim pincele com azeite.
Leve ao forno a 180ºC durante 20 minutos.
Salada de massa, feijão e brócolos  (4 pessoas, 20 minutos)

Ingredientes:

450g feijão (encarnado, manteiga ou branco)
350g massa do tipo espirais/ fusilli
320g brócolos congelados
200g tomate fresco
50g couve roxa
30g coentros
1 colher de sopa de azeite (10g)
Raspa e sumo de 1 limão
Modo de preparação:

Comece por cozer a massa e os brócolos. Quando a massa estiver quase cozida poderá adicionar os brócolos na mesma água para uma pequena fervura.
Escorra o feijão, passe por água corrente e reserve.
Corte o tomate em pequenos pedaços, a couve roxa em finas tiras e pique os coentros.
Envolva tudo, tempere com a raspa e sumo de limão, o azeite e termine com os coentros picados