Os três casinos do grupo Estoril Sol vão continuar encerrados e entrar em ‘lay off’, na sequência do estado de emergência devido à doença covid-19, revelou neste sábado o grupo empresarial.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo Estoril Sol explica que decidiu aplicar o “‘lay-off’ simplicado”, com a “suspensão temporária dos contratos de trabalho ou a redução dos tempos de trabalho da grande maioria dos trabalhadores”.

A concessionária de jogo refere que recorreu a esta medida, prevista num despacho do Governo de 26 de março passado, pela “incerteza quanto à evolução da pandemia, sua duração e impacto nas perspetivas económicas dos negócios de base territorial do Grupo Estoril Sol”.

O grupo Estoril Sol detém casinos no Estoril (Cascais), em Lisboa e na Póvoa de Varzim, e todos estão encerrados desde 14 de março.

Mantêm-se em atividade “as operações ‘online’ do grupo, nomeadamente as licenças de jogos de fortuna ou azar e de apostas desportivas propriedade da Estoril Sol Digital”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 103 mil mortos e infetou mais de 1,7 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, mais de 341 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 470 mortos e 15.987 casos de infeção confirmados. Portugal encontra-se em estado de emergência desde de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.