Cerca de mil pessoas juntaram-se durante a tarde desta sexta-feira na Alameda D. Afonso Henriques para comemorar o Dia Internacional do Trabalhador, que se celebra a 1 de Maio, apesar de Portugal estar em estado de emergência, o que se prolongará até amanhã, data em que o país entra em estado de calamidade.

O habitual desfile pela Avenida Almirante Reis, da Praça do Martim Moniz até à Alameda, foi substituído por uma comemoração de cerca de uma hora em que mil pessoas ocuparam o longo relvado daquele espaço. Por isso e porque Portugal está a viver a pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas optaram por ir de máscara e usaram-na como forma de passar mensagens.

“Abaixo o capitalismo”, “Desemprego”, Lay-off” ou “Viva o 1.º de Maio” foram algumas das mensagens escritas nas máscaras usadas nesta concentração. Houve também quem não dispensasse as luvas.

Veja a fotogaleria acima.