Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As regiões de Lisboa e do Norte são as duas que ainda têm transmissão comunitária, enquanto que o Centro, o Alentejo e o Algarve já só registam pequenos focos, revelou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, na conferência de imprensa desta terça-feira.

Segundo explicou, a região Norte, apesar de ter “uma pequena intensidade de casos”, ainda tem transmissão comunitária, tal como a região de Lisboa e Vale do Tejo, que “ainda tem transmissão comunitária”. “Temos estes padrões localizados em empresas, lares, obras, mas ainda temos disseminação comunitária”, detalhou. Já a região Centro tem apenas “pequenos, muito pequenos, focos localizados”, à semelhança do que está a acontecer  no Alentejo e Algarve que “já só tem pequenos focos”. “Até há dias que não têm nenhum”, aponta Graça Freitas.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.