O Comando Territorial de Faro, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Portimão, identificou um homem de 44 anos de idade, pela ignição de um incêndio rural que se iniciou em Vilarinha, no concelho de Aljezur.

Segundo o comunicado de imprensa enviado pelo Comando Territorial de Faro da GNR, o homem “encontrava-se a efetuar trabalhos de gestão de combustível, com recurso a uma motorroçadora, quando o equipamento entrou em sobreaquecimento após três horas de utilização, provocando a emissão de fagulhas provenientes do escape, dando-se início ao incêndio”.

Nessas circunstâncias, o indivíduo, que trabalhava sozinho, “deu o alerta às autoridades e ainda tentou extinguir o incêndio com recurso a uma mangueira”, no entanto, atendendo ao “acentuado declive do terreno e às condições climatéricas”, não o conseguiu extinguir, levando a que o mesmo se propagasse.
Os factos vão ser remetidos ao Tribunal Judicial de Lagos.

A GNR indica, no comunicado, que a grande maioria dos incêndios registados no último ano teve origem na realização de trabalhos de gestão de combustível, queimadas e queimas de sobrantes de exploração, pelo que a GNR alerta para que se evitem comportamentos de risco nos espaços florestais e agrícolas e, em caso de incêndio, ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada e a forma de acesso mais rápida ao local.