A Nova SBE prevê reabrir as portas do campus de Carcavelos, em Cascais, às aulas presenciais já em setembro – mas, diz a universidade, a experiência dos últimos meses, com o ensino à distância, vai ser aproveitada para aliar o ensino presencial a uma maior componente de e-learning. Para dar maiores garantias de segurança aos alunos e professores, a faculdade recebeu o selo de segurança “Covid out“, atribuído pelo ISQ.

Em comunicado de imprensa, Daniel Traça, Dean da Nova SBE, comentou: “Os acontecimentos dos últimos meses obrigaram-nos a repensar a nossa abordagem ao ensino, assumindo que nunca nada será como era dantes. Embarcámos, assim, numa transformação digital a par e passo com o resto do mundo, mas continuando a defender e a acreditar no ensino presencial”.

Desde a semana de 22 a 26 de junho que a Nova School of Business & Economics (Nova SBE) e, em particular, a Formação de Executivos da Nova SBE, já recomeçou com algumas atividades presenciais no Campus de Carcavelos. Mas a reabertura total prevê-se para o próximo ano letivo, que começa em setembro, e a Nova SBE diz em comunicado de imprensa ser a primeira business school em Portugal a receber esse “selo” do ISQ, que certifica a tomada de medidas de segurança e higiene para prevenir os riscos de contágio da Covid-19.

Foi efetuada a avaliação da eficácia das medidas pela Nova SBE implementadas que permitem controlar a transmissão do SARS- CoV-2 e assegurar que os locais estão seguros, através da monitorização e implementação do Plano de reabertura do nosso Campus de Carcavelos. Uma das medidas já definidas passa pelo encerramento do Campus aos domingos para limpeza e desinfeção total”, diz Daniel Traça, ao Observador.

O responsável diz que “a Nova SBE preparou um plano de contingência no âmbito do plano geral adotado pela universidade e em total concertação com a DGS, levando em consideração os mais avançados procedimentos de segurança e medidas de prevenção existentes e que decorrem das mais recentes conclusões científicas. Em caso de infeção, este é, de imediato, acionado”.

“Além disso, os alunos terão um acompanhamento por parte da Nova SBE no esclarecimento de quaisquer dúvidas, o acesso à realização de testes serológicos gratuitos para toda a sua comunidade e um trabalho conjunto com as autoridades de saúde pública e das direções regionais de saúde”, diz Daniel Traça, acrescentando que “estamos também a estudar a possibilidade de a Comunidade Nova SBE poder realizar testes à Covid-19 a um custo mais baixo”.

Os planos da Nova SBE vêm em linha com a intenção manifestada há algumas semanas pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), que defendeu o regresso às aulas presenciais em setembro mas também o desenvolvimento do ensino à distância. Os reitores consideraram essencial ter os estudantes de volta aos campus: “As universidades só cumprem plenamente a sua missão com atividades presenciais”, afirma Fontainhas Fernandes, presidente do CRUP e reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Reitores querem aulas presenciais em setembro e ação social para mais alunos