Marcelo Rebelo de Sousa considera que o momento atual da justiça portuguesa permite aos “portugueses acreditarem mais na justiça” e, consequentemente, “acreditarem mais na democracia”. O Presidente da República enumerou os processos da Operação Marquês, do BES e de Tancos e o facto de terem sido tomadas decisões importantes em cada um deles “nos últimos meses” para se dizer “muito feliz” com o momento que a Justiça portuguesa vive.

“Passavam-se muitos anos, uma legislatura, um mandato, dois mandatos, o que é facto é que tivemos boas notícias nos últimos tempos. O caso Tancos já foi para julgamento, uma boa notícia, a Operação Marquês está para despacho sobre a instrução que determina ou não o envio para julgamento, a concretização desse despacho é uma boa notícia”, disse o Presidente da República acrescentando que também a “apresentação da acusação do caso BES é uma boa notícia”.

Ricardo Salgado acusado de 65 crimes. E quem são as outras pessoas na mira do Ministério Público

“É uma boa notícia continuar investigações mesmo sobre magistrados para, precisamente, mostrar que quem não deve não teme e que não há ninguém titular de órgão de soberania acima da Constituição e da Lei”, apontou o Chefe de Estado que disse ainda que “mais vale tarde que nunca”, algo que, nota, se aponta à demora na acusação do caso BES e “ao que se espera que seja a decisão de um eventual julgamento” na Operação Marquês.

“Já aconteceu com o caso Tancos e deve acontecer com todos os casos e não apenas os mais falados e que sensibilizam mais os portugueses. É muito importante a justiça criminal, civil, fiscal, administrativa sejam uma realidade na qual os portugueses possam acreditar. Neste caso [BES] os portugueses puderam acreditar dos passos dados pela justiça portuguesa”, disse ainda Marcelo Rebelo de Sousa.