O Governo decidiu esta quinta-feira propor ao Presidente da República a nomeação do coronel tirocinado Paulo Neves de Abreu para o cargo de comandante da missão de treino da União Europeia na República Centro Africana.

A deliberação foi esta quinta-feira aprovada em Conselho de Ministros.

A nomeação do coronel, de Cavalaria, Paulo Manuel Simões Neves de Abreu terá efeitos a partir de 18 de setembro próximo, por um período de até 14 meses.

Além do comando da missão de treino da UE, Paulo Neves de Abreu assume na mesma altura o comando do contingente português naquela missão, adianta a resolução aprovada.

Atualmente estão 13 militares no contingente português, três dos quais são brasileiros.

A missão da União Europeia na República Centro Africana visa o treino e formação das Forças Armadas daquele país, em processo de paz, na sequência da assinatura de um acordo em fevereiro de 2019, entre o governo e 14 grupos armados.

Portugal já tinha estado à frente desta missão durante ano e meio, com o general Hermínio Maio, que transferiu o comando para a França há cerca de um ano.