A linha de aconselhamento psicológico do serviço SNS 24 atendeu mais de 23 mil chamadas desde que foi criada, no início da pandemia da Covid-19, revelou esta segunda-feira a ministra da Saúde.

A linha de aconselhamento psicológico recebeu desde o dia 01 de abril 23.590 chamadas, entre chamadas de profissionais de saúde e de utentes”, afirmou Marta Temido, durante a conferência de imprensa de atualização de informação sobre a pandemia da Covid-19.

Desde o dia 1 de abril que o SNS 24 disponibiliza uma linha de aconselhamento psicológico destinada a profissionais de saúde, proteção civil, forças de segurança e população em geral, tendo em conta a prioridade atribuída à saúde mental neste período.

Questionada sobre a possibilidade de reforço da saúde mental, Marta Temido afirmou que essa é uma prioridade do Governo, reconhecendo que será uma das áreas em que o impacto da Covid-19 poderá ser maior a longo prazo.

É uma prioridade política daquilo que é a nossa atuação e que continuaremos a sublinhar com grande cuidado”, sublinhou a ministra.

O subdiretor-geral da Saúde, Diogo Cruz, que também esteve presente na conferência de imprensa, acrescentou que, além de uma prioridade política, a saúde mental é também uma prioridade das autoridades de saúde.