A economia norte-americana caiu 32,9% no segundo trimestre, em ritmo anualizado, devido à pandemia de Covid-19. Trata-se do segundo trimestre consecutivo em queda, o que marca a entrada oficial da maior economia mundial em recessão, indicam as primeiras estimativas do Departamento do Comércio dos Estados Unidos publicadas esta quinta-feira.

Esta queda, ainda assim, é menor do que esperavam os analistas (35%). Reflete a resposta à Covid-19, com as medidas de confinamento impostas em março e abril, parcialmente compensadas pela reabertura de uma parte da atividade em certas regiões do país, em maio e junho”.

Segundo o New York Times esta queda do PIB norte-americano no segundo trimestre (9,5% face ao trimestre anterior e 32,9% em ritmo anualizado, ou seja projetando a evolução para todo o ano ao ritmo do trimestre em análise) é o maior alguma vez registado, comparável apenas com os números da Grande Depressão da década de 1930’s e da desmobilização a seguir à II Guerra Mundial, ambas ainda antes das estatísticas modernas.

A forma de medir utilizada pelos Estados Unidos é a evolução em ritmo anualizado, ou seja a que compara o PIB do trimestre com o trimestre anterior e faz uma projeção da evolução do ano inteiro ao ritmo do trimestre em análise. Este método é diferente da variação homóloga, que compara o PIB de um trimestre com os mesmos três meses do ano anterior (que é como se faz em Portugal, por exemplo).