A GNR detetou esta quarta-feira 92 infrações por campismo e caravanismo “ocasional sem licença”, durante uma ação de fiscalização no distrito de Setúbal, onde também verificou infrações ao Código da Estrada e estacionamento em zona de praia.

Os militares realizaram “uma operação com o objetivo de fiscalizar a prática de campismo e caravanismo em situação irregular na orla costeira do distrito de Setúbal”, tendo detetado um total de 137 infrações, adiantou a força policial, em comunicado. Na mesma nota, a GNR indicou que 92 destas situações irregulares de deveram à “realização de acampamento ocasional sem licença”.

O campismo e caravanismo selvagem são um problema identificado, que constitui um fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos. Além disso, representam uma ocupação ilegal, da qual resulta uma degradação dos locais utilizados, por decomposição de resíduos”, explicou.

Outras ocorrências deveram-se a infrações ao Código da Estrada (23) e também por circulação e estacionamento em zona de praia, dunas e arribas (12).

Além disso, a força de segurança informou que foram detetadas dez situações irregulares em relação ao acesso, ocupação e utilização das praias “no contexto da pandemia da Covid-19”, para a época balnear de 2020.

No âmbito do atual contexto da pandemia da doença covid-19, é fundamental o cumprimento das regras relativas à circulação nos acessos à praia, evitando-se o cruzamento de pessoas, às instalações balneares e à ocupação do areal, de forma a respeitar o distanciamento físico recomendado”, referiu.

Na diligência, os militares apreenderam ainda quatro armas brancas e 24 gramas de liamba.