A atriz inglesa Diana Rigg morreu esta quinta-feira aos 82 anos, vítima de um cancro que lhe tinha sido diagnosticado em março.

Diana Rigg ficou conhecida pelos seus papéis eno cinema e também em séries de televisão. Nestas, a britânica destacou-se na série de culto britânica “The Avengers” (“Os Vingadores”), da década de 1960, onde fez de Emma Peel. Mais recentemente, fez de Olenna Tyrell em “A Guerra dos Tronos”, dando prova de uma carreira de várias décadas.

[o momento em que Diana Rigg surge como Emma Peel em “Os Vingadores”:]

No cinema, ficou conhecida por ter feito o papel da condessa Teresa di Vicenzo em “007 — Ao Serviço de Sua Majestade”, de 1969, rodado parcialmente em Portugal, com destaque para o Estoril. A personagem desempenhada por Diana Rigg é a primeira a casar-se com o agente James Bond (ali interpretado pelo segundo ator a ter esse papel, George Lazenby) — isto se descontarmos o casamento de fachada com a personagem Kissy Suzuki em “007 — Só Se Vive Duas Vezes” (1967).

[o trailer de “007 — Ao Serviço de Sua Majestade”:]

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Numa carreira que foi de 1957 e que ainda a transcenderá depois da morte (uma vez em que, na sua página no IMDB, se dá conta de dois projetos em que trabalhou e que estão em pós-produção), foi galardoada em três grandes cerimónias: os BAFTA, os Emmy e também os Tony, por um musical na Broadway.

Em 1994, foi condecorada pela rainha Isabel II com o título de Dama, pelos serviços prestados no campo da representação.