Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

José Conde Rodrigues foi absolvido pelo Tribunal da Relação de Lisboa do crime de peculato a que tinha sido condenado em primeira instância. Foi assim revogada uma pena de quatro anos de prisão, suspensa por dois anos e seis meses, e o pagamento de uma indemnização de 19.650 euros.

É o fim de um processo contra os governos de José Sócrates por alegado uso indevido de cartões de crédito dos gabinetes ministeriais para financiar despesas pessoais. Depois do ex-secretário de Estado José Magalhães ter sido absolvido em primeira instância, foi agora a vez do seu colega Conde Rodrigues ter o mesmo destino em sede de recurso.

Ex-secretário de Estado Conde Rodrigues condenado a quatro anos de prisão com pena suspensa

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.